terça-feira, 15 de junho de 2010

Sugar

.
.
Me dá meu beijo
me suga feito redemoinho
para o centro da luz
que me espera

Sem pressa
e guloso ao mesmo tempo
sem tempo de esperar
como quem vai morrer amanhã

Deixa encravado na pele
o cheiro da manhã
a nos envolver
a enternecer tanta vida
que suspira
que reflete
em cada ato
em cada tato
em cada canto
do meu quarto

Isabel Machado

.

Um comentário:

Valter Montani disse...

Flor,

Nada como acordar e logo pela manhã
ler um poema que fale de paixão, entrega, amor e emoção. Obrigado por nos proporcionar isso, bjs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails